Hipertensão

img-hipertensao

Hipertensão

O que é hipertensão arterial e como a definimos?

Popularmente denominada de pressão alta, a hipertensão arterial é uma doença muito comum, pois atinge mais de 30% da nossa população. Caracteriza-se pela elevação sustentada dos níveis de pressão arterial, ou seja, da pressão vigente dentro das artérias do nosso organismo.

 

Considera-se hipertenso o indivíduo que mantém uma pressão arterial maior ou igual a 140 por 90 mmHg ou 14×9, em pelo menos três ocasioes. Ou seja, uma medida isolada de pressão arterial elevada não é suficiente para se afirmar que o paciente seja hipertenso. Também não é preciso ter algum sintoma para sua caracterização, podendo uma pessoa, mesmo sem sentir nada, ser portador da doença

Quais são as causas de hipertensão arterial?

Uma pessoa se torna hipertensa geralmente pela combinação de fatores genéticos e ambientais.

 

A principal causa são os fatores hereditários/genéticos, porém há alguns fatores ambientais que aumentam a chance de se tornar hipertenso: dieta rica em sal, obesidade, sedentarismo e etilismo.

Por quê a hipertensão arterial é perigosa?

A hipertensão arterial aumenta o risco de infarto agudo do miocárdio (ataque cardíaco) e acidente vascular cerebral (AVC ou derrame), que são as principais causas de mortalidade em nosso país, superando o câncer. Ela é também uma importante causa de insuficiência renal (parada do funcionamento dos rins) com necessidade de diálise.

 

A hipertensão arterial é perigosa também pois é uma mal silencioso, ou seja, é comum atendermos pacientes em consulta de rotina com pressão de 18 x 10 sem apresentar nenhum sintoma. Muitos só descobrem que são hipertensos após o primeiro infarto ou AVC. É aconselhável consultar o médico pelo menos uma vez por ano, antes do aparecimento dos sintomas.

Como é o seu tratamento?

Uma vez feito o diagnóstico, o tratamento deve ser iniciado. As medidas iniciais são o controle do peso, correção do hábito alimentar e a prescrição de atividade física individualizada.

 

A redução do sal na dieta e o emagrecimento são fundamentais. O tratamento medicamentoso evoluiu bastante nos últimos anos e atualmente há muitas opções disponíveis, com medicamentos de fácil posologia (uma tomada por dia), potência antihipertensiva e poucos efeitos colaterais.

maxresdefault

Assine Nossa Newsletter

Perguntas Frequentes